sábado, 9 de janeiro de 2021

CARROS PASSEIAM PELA PRAIA E MATAM TARTARUGAS APÓS ATROPELAREM NINHO

Quase 90 filhotes de tartaruga são mortos após carros atropelarem ninho

Um ninho com filhotes de tartaruga foi atropelado por carros que passavam pela areia da Praia do Bosque, no balneário de Guriri, em São Mateus, no norte do Espírito Santo. Mais de 90 animais morreram.

O responsável por achar os filhotes foi o biólogo Thiago Borges, que atua na base do Projeto Tamar de Guriri. Ao G1, ele contou que, na última quarta-feira (6/1), tinha ido até o locar fazer o monitoramento do ninho e se deparou com a situação.

Borges relatou que a praia está com um movimento intenso de veículos na areia: “Eles derrubaram a tela e a marcação e passaram com o carro por cima. O ninho estava com sinais de movimentação e, quando o abrimos, verificamos que apenas algumas tartarugas tinham saído”.

Já o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) afirmou que o trânsito de veículos nas praias, desde Aracruz, no norte do estado, até o município de Itamaraju, na Bahia, é proibido durante o todo o período de reprodução das tartarugas, que vai do mês de outubro até março.
Monitoramento dos ninhos

O biólogo ainda contou que, assim que uma tartaruga faz a desova na praia, os ninhos são registrados por GPS e demarcados com estaca e proteção para evitar a aproximação de outros animais. Uma equipe volta ao local, cerca de dois meses depois, para verificar se os ovos nasceram, quantos filhotes saíram do ninho e quantos morreram.

Porém, com a volta da equipe, foi constatado que poucos filhotes conseguiram chegar de forma espontânea no mar. “Quando abrimos, verificamos que 88 filhotes morreram e 27 estavam bem debilitados, mas vivos”, disse o biólogo.

De acordo com o projeto Tamar, uma tartaruga do tipo cabeçuda põe cerca de 120 ovos. Os animais que sobreviveram foram ajudados pela equipe do Tamar a chegar no mar. As tartarugas mortas foram enterradas no próprio ninho.

“Como não conseguimos registrar qual carro fez isso, ninguém será responsabilizado criminalmente, mas fica o apelo para que os motoristas se conscientizem de que é proibido o tráfego de veículos naquela área e o impacto dessa ação”, finalizou Borges.

De acordo com a secretaria municipal de Meio Ambiente de São Mateus, eles estão trabalhando para que a Polícia Militar consiga multar os veículos que estão infringindo a lei.

metropoles

Nenhum comentário: