sexta-feira, 2 de outubro de 2020

'SE TIVER FALANDO DE MIM, É DESLEAL, DESPREPARADO E FURA TETO' - DIZ GUEDES SOBRE ROGÉRIO MARINHO

Guedes responde sobre Rogério Marinho: 'se tiver falando de mim, é desleal, despreparado e fura teto'

O ministro Paulo Guedes (Economia) disse que, caso Rogerio Marinho (Desenvolvimento Regional) tenha falado mal dele em evento ao mercado financeiro nesta 6ª feira (2.out.2020), é porque ele é “desleal“, “despreparado” e “fura teto“.

“Eu não acredito que o ministro Rogério Marinho tenha falado mal de mim. Se ele está falando mal, tem 3 coisas: é despreparado, desleal e fura teto. Eu espero que ele não tenha falado nada de mal.”

Indagado se o ministro conversou com o colega de Esplanada nesta tarde, Guedes respondeu que não. “Não acredito que ele tenha falado mal de mim”.

Antes da declaração do czar da economia, a assessoria de imprensa do ministro do Desenvolvimento Regional divulgou nota negando que Marinho tenha desqualificado “agentes públicos” em reunião com economistas.

De acordo com o serviço de notícias Broadcast, Marinho teria criticado Guedes no evento. Depois, afirmou o programa o Renda Cidadã será lançado de qualquer forma. Isso foi interpretado como uma disposição do governo de violar o teto de gastos (regra que limita as despesas da União).

“Em sua fala, Rogério Marinho destacou que o governo reconhece a necessidade de construção de uma solução para as famílias que hoje dependem da auxílio emergencial e que essa solução será resultado de um amplo debate com o Parlamento, em respeito à sociedade e às âncoras fiscais que regem a atuação do governo”, informou a assessoria.

Marinho já foi subordinado do ministro da Economia no início do governo. Era secretário de Previdência e Trabalho. Em fevereiro deste ano, foi promovido para o comando do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Hoje, os 2 travam uma disputa dentro do governo. Marinho defende 1 mix entre o setor público e o privado para a retomada econômica no pós-pandemia. Guedes quer a menor participação possível do Estado na economia.

O atrito entre os 2 ficou público com a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril. Os 2 divergiam quanto às diretrizes de políticas de investimento em infraestrutura para mitigar os efeitos da pandemia. Semanas depois, Guedes o acusou de ministro “fura-teto” – fala repetida nesta 6ª feira.

Poder 360

Nenhum comentário: