segunda-feira, 5 de outubro de 2020

NATAL: APREENSÃO - PORTO É UM CAMINHO PARA O TRÁFICO DE DROGAS

PF prende 3 pessoas e apreende 238 kg de cocaína no Porto de Natal

A Polícia Federal prendeu três pessoas em flagrante no Porto de Natal com 238,9 quilos de cocaína. De acordo com a PF, a droga seria enxertada em um contêiner que seguiria para a Europa. A ação aconteceu em conjunto com a Receita Federal. Em agosto deste ano a PF também apreendeu 704 quilos de cocaína no Porto.

A apreensão deste sábado (3) aconteceu após uma investigação que começou há cerca de um mês a PF sobre uma movimentação suspeita de pessoas e vários veículos em um galpão localizado em Emaús, no município de Parnamirim, Região Metropolitana de Natal. No último sábado (3) um caminhão deixou o local e foi acompanhado por “batedores” e seguidos de perto pelos policiais federais.

O caminhão entrou no Porto de Natal e foi interceptado. Após minuciosa revista na estrutura da carroceria foram encontrados diversos tabletes de cocaína que estavam escondidos em um compartimento adaptado no reboque.

O motorista recebeu voz de prisão e, do lado externo, próximo ao portão de entrada do Porto, os outros homens foram presos quando davam cobertura e esperavam o desembaraço da 'mercadoria'. Além do caminhão, com eles, foram apreendidos, também, lacres de contêineres não utilizados e três carros.

Os três foram conduzidos para a Superintendência da PF, em Lagoa Nova, se recusaram a responder ao interrogatório e invocaram o direito constitucional de só falar em juízo.

Dois dos suspeitos possuem antecedentes criminais e um é ex-policial militar do Paraná, expulso por crime de roubo. Eles permanecem custodiados na sede da PF, à disposição da Justiça.

De 2019 até hoje, a Polícia Federal e a Receita já realizaram sete apreensões de cocaína no Porto de Natal. O total apreendido é de aproximadamente 5,5 toneladas.

Em nota, a Codern, administradora do porto, afirmou que "a apreensão demonstra, mais uma vez, que a intensificação das ações de vigilância na área portuária, sempre em parceria e com o apoio irrestrito da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), vem surtindo efeito".

Em 2019 a Polícia Federal já apontava a capital potiguar como ponto de partida para o tráfico internacional de drogas, com envio de cocaína principalmente para Holanda e Bélgica. Desde outubro de 2018, mais de 10 toneladas de drogas que partiram de Natal também foram apreendidas no porto de Roterdã, na Holanda.



G1

Nenhum comentário: