segunda-feira, 12 de outubro de 2020

ATENDENTE DE LOJA 'AGRIDE' MÃE DE SARA WINTER

Mãe de Sara Winter é ‘agredida e humilhada’ por atendente de loja

Nesta segunda-feira (12), a ativista Sara Winter utilizou suas redes sociais para denunciar que sua mãe foi “agredida e humilhada” dentro de uma loja localizada em um shopping de Brasília. Em seu relato, Sara contou que uma funcionária da Marisa do Shopping Conjunto Nacional chamou sua mãe de “ignorante, de burra” e outros termos.

De acordo com a ativista, sua mãe foi ao local para comprar uma peça de roupa e, na hora do pagamento, a funcionária do caixa reconheceu o nome de Sara Winter no cartão de crédito. Logo após, a mulher começou a ofender sua mãe, que tem 60 anos, com “termos de baixo calão”.

Sara informou que sua mãe passou mal durante o episódio e precisou se socorrida. Ela disse que pretende entrar na Justiça contra a funcionária.

Leia o relato completo de Sara:

Minha mãe foi agredida e humilhada na Marisa do Conjunto Nacional.

Ela foi comprar um shorts para mim e no momento do pagamento (com meu cartão, obviamente havia escrito meu nome), a caixa a reconheceu pelo sobrenome.

A caixa a chamou de ignorante, de burra, a ofendeu e humilhou publicamente com termos de baixo calão.

Minha mãe já é uma senhora de 60 anos! Sua pressão baixou e ela ficou com tontura e tremedeira. Meu marido precisou socorrê-la no shopping.

Entraremos com um processo contra essa funcionária e, caso não haja uma suspensão da mesma, entraremos contra a própria franquia.

Minha mãe já está medicada e em repouso.



pleno.news

Nenhum comentário: