sábado, 23 de maio de 2020

FATO



Nesta sexta-feira (22) precisei ir ao Banco do Brasil, afinal sem 'dinda' não se alimenta, e fiquei feliz com o que presenciei, eram 15:30hs, as ruas de Ceará-Mirim totalmente vazias, você contava nos dedos das mãos as pessoas que ainda 'perambulavam'.

Evidentemente que este cenário é resultado do Decreto Municipal que 'endurece' as regras nesse tempo de pandemia.

Porém, de uma coisa eu tenho certeza. Fica provado que a maioria do povo não sai as ruas para fazer compras, simplesmente saem para 'bater pernas' mesmo. A multa estipulada pelo governo municipal para quem for pego sem máscara ou desfilando pelas ruas sem um motivo especifico colocou rédeas na turma do 'bate perna'. Na hora que doi no bolso a conversa é outra.

Portanto, não vejo o comércio como o grande causador da proliferação do covid-19 em nossa cidade. 

Endurecendo as regras sobre os 'batedores de pernas' e fazendo se cumprir a lei os resultados esperados não demorarão a aparecer.

Isto é FATO!

Nenhum comentário: