sexta-feira, 30 de outubro de 2020

ATAQUE A FACA NA FRANÇA TINHA UMA BRASILEIRA ENTRE AS VÍTIMAS

Brasileira mãe de 3 filhos é uma das vítimas de ataque terrorista na França

O Ministério das Relações Exteriores informou, em nota oficial na noite desta quinta-feira (29/10), que uma brasileira de 44 anos, mãe de três filhos, foi uma das vítimas do ataque com faca ocorrido na Basílica de Notre-Dame em Nice, no sul da França, pela manhã. Três pessoas morreram no atentado.

Inicialmente, o Itamaraty havia afirmado que a vítima tinha 40 anos – a informação foi corrigida horas depois. Trata-se de Simone Barreto, que morava na França desde os 14 anos.

Em nota, o ministério disse que “deplora e condena veementemente o atroz atentado”. “O presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e governo franceses”, defendeu.

Ainda no texto, o Itamaraty prestou solidariedade “aos cristãos e pessoas de outras confissões que sofrem perseguição e violência em razão de sua crença”.

“O Brasil expressa seu firme repúdio a toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação, e reafirma seu compromisso de trabalhar no combate e erradicação desse flagelo, assim como em favor da liberdade de expressão e da liberdade religiosa em todo o mundo”, finalizou.

Na nota, o ministério fez questão de assinalar que manifestava “em especial sua solidariedade aos cristãos e pessoas de outras confissões que sofrem perseguição e violência em razão de sua crença”, ao mesmo tempo em que disse rejeitar “toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação”.

Leia a nota do Ministério das Relações Exteriores do Brasil:

“O Governo brasileiro deplora e condena veementemente o atroz atentado ocorrido hoje dentro da Basílica Notre-Dame de Nice, na França, onde um terrorista assassinou três pessoas.

O Governo brasileiro informa, com grande pesar, que uma das vítimas fatais era uma brasileira de 44 anos, mãe de três filhos, residente na França. O presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e governo franceses.

O Brasil expressa seu firme repúdio a toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação, e reafirma seu compromisso de trabalhar no combate e erradicação desse flagelo, assim como em favor da liberdade de expressão e da liberdade religiosa em todo o mundo.

Neste momento, o Governo brasileiro manifesta em especial sua solidariedade aos cristãos e pessoas de outras confissões que sofrem perseguição e violência em razão de sua crença.

O Itamaraty, por meio do Consulado-Geral em Paris, presta assistência consular à família da cidadã brasileira vítima do ataque terrorista”
O ataque

Um atentado com faca deixou três mortos e vários feridos na manhã desta quinta-feira (29/10) na Basílica de Notre-Dame de Nice, na França. O suspeito foi detido e o caso é tratado como ato de terrorismo, conforme o prefeito.

A polícia francesa informou que uma mulher de cerca de 70 anos tinha sido degolada e que o sacristão da igreja foi esfaqueado dentro do templo – também com cortes na garganta.

Segundo autoridades francesas, o suspeito do atentado terrorista é um jovem tunisiano de 21 anos. Ele teria entrado na Europa através do porto de Lampedusa, na Itália, em setembro. A ilha é porta de entrada do Mediterrâneo.

Ele foi identificado como Brahim Aoussaoui. Os investigadores acreditam que o jovem tenha chegado na França em outubro.

metropoles

Nenhum comentário: