sábado, 26 de setembro de 2020

DANOU-SE: AS PESSOAS ABANDONAM SEXO PARA FICAR COM CELULAR

Usuários abandonariam cão, álcool e até sexo para ficar com celular

Uma pesquisa revelou que algumas pessoas abririam mão do álcool, do café e até mesmo do cachorro em vez de ficar um mês sem o celular. Num curioso experimento, a agência de marketing Simple Texting perguntou se os participantes preferiam o celular ou alguns elementos da rotina atual. Dentre as condições consideradas, o álcool é facilmente trocado pelo telefone por 72% das pessoas entrevistadas. O café resiste um pouco mais, já que a porcentagem dos que deixariam de consumir a bebida cai para 64%.

Apesar de alguns dizerem que sacrificariam a companhia de cachorros para ter o aparelho por perto, os animais de estimação ainda têm mais crédito do que os humanos. Em números concretos, 40% das pessoas trocariam os cães pelo uso do dispositivo, mas quando se considera a companhia de um ente querido, a predileção pelo celular sobe para 42%. A pesquisa recrutou mil usuários de smartphones nos Estados Unidos.

O estudo também revelou que 70% dos entrevistados deixariam de utilizar plataformas de streaming por um mês para manter o uso regular do celular. A porcentagem cai 10 pontos percentuais quando se pergunta sobre o uso da redes sociais, totalizando 60% do número pessoas que ficariam sem elas por 30 dias.

Saindo do streaming e das redes, mas ainda dentro do entretenimento, 41% deixariam de consumir produções da TV, podcasts e até músicas – tudo isso para continuar com o smartphone.

Houve uma importante diferença entre gerações quando o sexo entrou na pesquisa. Em linhas gerais, 60% dos participantes deixariam o smartphone de lado para ter relações sexuais. No entanto, o número se inverte nas respostas da geração Z (os nascidos entre 1995 e 2010), em que 60% priorizariam o smartphone.

As condições foram alteradas num segundo momento da pesquisa. As perguntas passaram a comparar a preferência de uma escolha permanente entre uma determinada opção e o smartphone. A pesquisa mostrou que 39% abririam mão de férias para sempre em vez de abandonar o celular. Ainda sobre as preferências, 54% das mulheres e 42% dos homens deixariam de fazer exercícios definitivamente.

Com informações de Cnet e SimpleTexting

Nenhum comentário: