sexta-feira, 14 de agosto de 2020

RJ: NO PAÍS DA SACANAGEM CÂMERA FLAGRA SEXO EM SESSÃO VIRTUAL DOS VEREADORES

Casal aparece fazendo sexo em reunião da Câmara sobre... merenda escolar

Casal manteve a câmera ligada durante momento íntimo
Uma audiência pública virtual convocada para esta sexta-feira (14) pela Câmara do Rio para discutir a garantia da alimentação dos alunos da rede pública durante a pandemia tomou um curso um tanto... inesperado.

Enquanto era apresentado um estudo sobre a aplicação do orçamento na área, um casal que acompanhava o debate resolveu ter um momento íntimo. E não desligou a câmera.

Quando os slides deixaram de ser exibidos, o que os internautas puderam assistir, em um dos quadros da plataforma Zoom, era uma performance explícita.

Os vereadores Leonel Brizola (PSOL), Babá (PSOL) e Célio Lupparelli (DEM), que estavam em primeiro plano, agiram como se nada estivessem acontecendo e deram seguimento aos trabalhos.

Por trás das câmeras, Brizola, organizador da audiência, ligou para um servidor que estava controlando a audiência pública da Câmara para cortar o quadro.

"É uma pena que tenha acontecido uma cena dessas, mas o importante é o teor de cinco horas de audiência, que comprovou a falta de uma política pública para a Educação, que a prefeitura tem recursos para a merenda, mas preferiu gastar com outras coisas", disse o vereador.

Para tornar a situação ainda mais constrangedora, a audiência foi convocada pela Comissão dos Direitos da Criança e do Adolescente.

"Houve várias falas de coletivos de mães reclamando da qualidade da merenda. Teve mãe que chorou quando abriu o saco de leite que não tinha condições de servir aos filhos", relata Brizola.

O casal saliente não foi o primeiro a ser flagrado: com a disseminação das videoconferências por causa da pandemia, as gafes têm sido constantes. Veja algumas pelo mundo afora aqui.

Pouco depois, o vídeo, que estava sendo transmitido ao vivo pelo canal da Câmara no YouTube, foi retirado do ar.

Ainda que o tema da audiência seja para lá de importante, nos corredores virtuais do velho Palácio Pedro Ernesto, não se fala em outra coisa.

Extra

Nenhum comentário: