quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

PF: CONTAS NO EXTERIOR APURA RELAÇÃO ENTRE LULINHA E SEU SÓCIO

PF encontra extratos relativos a contas no exterior na casa do sócio de Lulinha

A Polícia Federal executou mandado de busca e apreensão na casa do empresário Jonas Suassuna, um dos sócios de Fábio Luís Lula da Silva durante as investigações que apuravam a relação de Lulinha com empresas do setor de telecomunicações. No local foram encontrados extratos bancários referentes a movimentações financeiras em contas mantidas no exterior.

As informações constam dos autos de apreensão nº 1981/2019, no qual a PF registrou todos os materiais amealhados durante a 69ª fase da Lava Jato, que recebeu o nome de “Mapa da Mina”. A Operação foi deflagrada em 10 de dezembro e teve como alvo pessoas ligadas ao filho do ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva, incluindo Suassuna.

A Gamecorp e outras empresas em que Lulinha e Suassuna possuem participação receberam, entre os anos de 2006 e 2014, cerca de R$ 132 milhões da OI/Telemar. Segundo os investigadores, parte desses recursos foi utilizada na compra do famoso sítio de Atibaia, imóvel em razão do qual Lula foi condenado pelo Tribunal da Lava Jato a 17 anos de prisão, por conta das reformas bancadas por empreiteiras envolvidas no escândalo do Petrolão.

A PF não detalhou, no auto de apreensão, quem seriam os responsáveis pelas contas e transações, mas observou que um dos extratos encontrados parece se referir a uma transferência de US$ 20 mil “do banco Dynasty Financial LTd para a conta Gonsan Trading 3530 Wilshire BLVD LDA CA (USA)”.

Outra transação é transcrita da seguinte forma: “Extrato com inscrição logo da EFG Internacional, data 25/jun/2010 portfólio Dynasty Financial LTD 587825-1”. Na mesma transcrição a polícia aponta que o extrato cita o “total valuation amount” de US$ 816 mil. Os agentes também listaram anotações feitas à mão que constam no mesmo papel: “anotações manuscritas ‘fundos americanos. safra. custos EFG ver extratos”.







Nenhum comentário: