terça-feira, 14 de maio de 2019

VATICANO ANUNCIA "SANTA DULCE DOS POBRES"

Segundo milagre é reconhecido pelo Vaticano e Irmã Dulce será proclamada santa

Irmã Dulce morreu no dia 13 de março de 1992
A beata baiana Irmã Dulce será canonizada e se tornará a primeira mulher nascida no Brasil a virar santa. Um decreto assinado pelo Papa Francisco reconhece um segundo milagre atribuído à Irmã Dulce e, segundo comunicado oficial do Vaticano, a canonização acontecerá em "solene celebração de canonizações".

Nascida como Maria Rita de Sousa Brito, Irmã Dulce nasceu em 26 de maio de 1914 em Salvador, na Bahia. Conhecida como Beata Dulce dos Pobres ou Bem-aventurada Dulce dos Pobres, ela ficou conhecida por diversas ações de caridade e era qualificada como o "anjo bom da Bahia".

O primeiro milagre atribuído a ela aconteceu em 2001, em Itabaiana, Sergipe. Uma mulher com um grave quadro de hemorragia estava desenganada pelos médicos depois de dar à luz e o padre José Almi de Menezes teria rogado à Irmã Dulce pelo salvamento da paciente. Durante as orações, a hemorragia teria parado.

Já o segundo milagre atribuído a ela ainda não foi divulgado. Depois da beatificação em 2011, mais de 3 mil relatos de graças alcançadas foram encaminhadas para o Vaticano, mas apenas três foram considerados consistentes pelos peritos.

Para ser considerado um milagre, são considerados quatro requisitos de um fato: ser instantâneo, perfeito, duradouro e inexplicável.

Nenhum comentário: