terça-feira, 14 de maio de 2019

GRUPO DE SACERDOTES E TEÓLOGOS CHAMAM O PAPA DE HEREGE

Para eles, o papa é herege

O papa Francisco está sendo acusado de heresia por um grupo de sacerdotes e teólogos. A denúncia, explicitada em carta divulgada em 30 de abril, é uma das mais graves acusações que podem ser feitas contra um clérigo e vem provocando crescente enfrentamento entre católicos ultraconservadores e moderados.

Nesta segunda-feira, 13, o número de signatários da carta aberta chegou a 86, segundo o portal de notícias religiosas LifeSiteNews, que divulgou o documento. Até agora, contudo, não foi endossada publicamente por nenhum cardeal ou bispo.

Na mensagem de 20 páginas, os religiosos conservadores pedem que o conjunto dos bispos católicos investigue Francisco pelo “delito canônico da heresia” e pregam que outros sacerdotes critiquem o papa publicamente.

Dizem ainda que decidiram tomar essa medida “como último recurso” para responder ao dano causado pelas palavras e ações do papa Francisco, “que deram lugar a uma das piores crises da história da Igreja Católica”.

Na mensagem de 20 páginas, os religiosos conservadores pedem que o conjunto dos bispos católicos investigue Francisco pelo “delito canônico da heresia” e pregam que outros sacerdotes critiquem o papa publicamente.

Dizem ainda que decidiram tomar essa medida “como último recurso” para responder ao dano causado pelas palavras e ações do papa Francisco, “que deram lugar a uma das piores crises da história da Igreja Católica”.

Veja

Nenhum comentário: