domingo, 3 de janeiro de 2021

DEPUTADO MARCO FELICIANO 'DETONA' O PAPA PELO SILÊNCIO SOBRE ABORTO NA ARGENTINA

Feliciano ‘detona’ o papa por não comentar o aborto na Argentina

O deputado federal Marco Feliciano utilizou suas redes sociais, neste domingo (3), para fazer críticas ao papa Francisco por não ter se manifestado sobre a legalização do aborto na Argentina. Em sua conta do Twitter, o parlamentar compartilhou uma reportagem sobre o papa criticando pessoas que ignoraram a pandemia nas festas de fim de ano e lamentou o silêncio do líder da Igreja Católica sobre os “bebês indefesos”.

O projeto de lei que autoriza o aborto em toda a Argentina foi aprovado pelo Senado do país na madrugada de quarta-feira (30) após mais de 12 horas de debate. O placar final ficou em 38 votos pela legalização e 29 contra. Um dos senadores se absteve.

Pela proposta, mulheres poderão interromper voluntariamente a gravidez até a 14ª semana de gestação. Após este prazo, o procedimento será permitido apenas em casos de risco de vida para a gestante ou quando a concepção for fruto de um estupro.

Ao criticar o pontífice, Feliciano ressaltou que o papa não deve ter ficado triste com a aprovação do aborto na Argentina.

– O Papa Francisco ficou triste por pessoas viajarem em meio à quarentena. Mas pelo seu silêncio, não ficou triste com a legalização do aborto na Argentina, sua terra natal. Talvez pra ele, adultos precisam mais de proteção do que bebês indefesos – escreveu.




pleno.news

Nenhum comentário: