quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

PAÍS SEM LEI: TRAFICANTES AGRIDEM E EXPULSAM FAMÍLIAS DA PRÓPRIA CASA NO ES

A Justiça não faz nada, só olha

Moradores do Morro do Romão, em Vitória, vivem em constante tensão devido a uma guerra entre traficantes rivais que vêm ocorrendo no local e esperam respostas do poder público. O conflito culmina em longos tiroteios e pessoas sendo expulsas do próprio lar com violência.

Uma das vítimas é uma dona de casa, de 52 anos, que conversou com a equipe do Primeiro Impacto. Segundo a mulher, na última sexta-feira (18), ela e o marido e mais sete famílias foram obrigadas por traficantes a deixar a residência para trás.

“Meteram o pé na porta, mandaram a gente vazar, aí eles começaram a dar um tapa na cara do meu marido, muito tapa”, explica. Ela diz ainda que o companheiro correu dos criminosos, mas eles fizeram dois disparos com arma de fogo, sendo um para cima e outro em direção ao cachorro dela. O animal não resistiu ao ferimento.

A mulher também foi agredida e apresenta marcas pelo corpo. Agora, ela e o marido vivem em uma barraca improvisada na rua, em um bairro da capital capixaba. Ambos não procuraram a Polícia e estão traumatizados, recebendo ajuda apenas de populares, visto que um filho do primeiro casamento da dona de casa não aceita o atual relacionamento dela e mantém distância.

Uma troca de tiros entre traficantes no Morro do Romão durou duas horas, na madrugada da última segunda-feira (21). O secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, Alexandre Ramalho, acredita que o ataque seja uma tentativa da facção do bairro da Penha conquistar novos territórios. 

A Polícia Militar lamenta não ter conseguido prender nenhum dos responsáveis pelo terror até o momento, mas garante que manterá o patrulhamento intenso na região e pede para que a população denuncie os crimes pelo número 181.

SBT

Nenhum comentário: