segunda-feira, 16 de novembro de 2020

RJ: COM MENOS VOTOS QUE EM 2016 CARLOS BOLSONARO SE REELEGE VEREADOR

Carlos Bolsonaro é reeleito vereador no RJ com votação 34% menor

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) foi reeleito para um novo mandato na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. O Filho “02” do presidente cumprirá o sexto mandato consecutivo, mas teve uma considerável queda de votos. Em 2016, ele ficou em primeiro lugar com 106.657 votos e este ano caiu para segunda colocação com 71.000. Tarcísio Motta (PSol) ficou em primeiro lugar com 86.243 votos.

Na primeira vez em que foi eleito, Carlos tinha apenas 17 anos e sagrou-se o parlamentar mais jovem do Brasil nas eleições de 2000. Naquele pleito, a mãe de Carlos e primeira esposa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Rogéria Bolsonaro, era vereadora do município e tentava a reeleição. Com o apoio do marido, ela conseguiu se eleger em 1996, mas o ex-capitão do Exército optou por lançar o próprio filho como candidato. No ano 2000, Carlos conseguiu uma vaga, Rogéria acabou não renovando o mandato.

Desta vez, mãe concorreu contra o filho mas ela não conseguiu uma das 51 vagas na Câmara dos Vereadores. Neste pleito, 1.758 candidatos tentaram se eleger vereadores na capital do Rio de Janeiro.

Para bancar a própria campanha, Carlos recebeu R$ 97,8 mil, dos quais R$ 11 mil foram repassados por seu pai, Jair Bolsonaro. A maior parte do financiamento veio de uma campanha de arrecadação (R$ 52,7 mil). Ele também recebeu R$ 22 mil da campanha do candidato a prefeito pelo Republicanos, Marcelo Crivella, dinheiro que veio do fundo eleitoral, do qual o vereador é crítico.

Para justificar o uso do fundo, o vereador disse que doará parte de seu salário.

metropoles

Nenhum comentário: