sábado, 26 de setembro de 2020

ESTÁDIOS CONTINUARÃO SEM PÚBLICO - DECIDE CBF

CBF decide proibir presença do público nos estádios

Após uma nova reunião com clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu vetar a presença do público nos estádios. Dentro de 15 dias, o caso será avaliado novamente.

A reunião teve participação de 19 times da Série A bem como das federações de futebol dos estados, com exceção da Ferj, segundo informações do Globoesporte.com.

A decisão de vetar a presença do público foi tomada de forma unânime pelos participantes. O Flamengo foi a única equipe sem representante na reunião.

Por meio de uma nota, o Flamengo disse que não participou da reunião por entender que o tema em pauta é estranho à competência dos clubes e da CBF, não havendo nada a sugerir, nem decidir, em matéria cuja atribuição é privativa das autoridades públicas locais, conforme, inclusive, já decidiu o Supremo Tribunal Federal”.

Também por meio de comunicado, a CBF disse que a presença dos clubes na reunião “foi pedida para que se encontrasse uma solução capaz de garantir a volta dos torcedores com segurança e respeitando a isonomia esportiva do Campeonato”. A CBF rebateu ainda a nota do Flamengo, afirmando que a reunião deste sábado (26) “não foi convocada pela Comissão Nacional de Clubes”.

– Foi uma reunião de todos os clubes da Série A e das Federações aos quais eles são filiados, convocada pela presidência da CBF, com a pauta exclusiva e previamente informada de discutir o retorno do público aos estádios, conforme documento anexo, que prova que a versão apresentada pelo Flamengo não é verdadeira – disse a CBF.

Leia, abaixo, a íntegra da nota da CBF a respeito da proibição do público nos jogos.

“A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os Clubes da Série A do Campeonato Brasileiro decidiram manter o veto à presença de torcedores nos estádios durante a realização do Brasileirão Assaí 2020, conforme previsto na Diretriz Técnica Operacional de Retorno das Competições, publicada em 24 de julho de 2020, que estabelece os protocolos de prevenção à epidemia de Covid-19.

A decisão foi tomada por unanimidade entre os 19 Clubes presentes, em reunião, por videoconferência, realizada na tarde deste sábado, 26, às 15h. O Clube de Regatas do Flamengo não esteve presente no encontro. Além dos Clubes da Série A, participaram da discussão os presidentes de Federações Estaduais que sediam jogos da competição.

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, e os presidentes dos Clubes declararam-se favoráveis ao retorno gradual do público aos estádios, desde que com aval das autoridades de saúde locais, de forma isonômica e guiado por todas as medidas protetivas previstas no estudo encaminhado pela CBF ao Ministério da Saúde.

Como isso, no momento, ainda não é possível, ficou acordada a retomada do debate do tema a cada 15 dias para reavaliação do cenário em âmbito nacional.

Com a decisão, a partida da Seleção Brasileira contra a Bolívia, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA 2022, no dia 9 de outubro, em São Paulo, igualmente será realizada sem a presença de torcedores.”

Nenhum comentário: