quarta-feira, 5 de agosto de 2020

CEARÁ-MIRIM: DE OLHO NO VICE, VISSE?

Em Ceará-Mirim aquilo que sempre foi produto escasso na oposição hoje é produto que sobra na situação. 

Quando falo 'escasso na oposição' não significa dizer necessariamente que não exista, muito pelo contrário, até tem, o problema é que ninguém quer ser. Todas as 'líderanças' se acham com potencial político suficiente para galgar um andar mais acima, e por isso sempre reividicam o cargo superior. Sempre foi assim, e no final sempre encaixam um que não tem muito a oferecer. A mal fadada 'Terceira Via' será um eterno exemplo.

Já na situação isso não é problema, é solução, até 'loby' existe para o prefeito manter Baiá como seu companheiro de chapa, porém o engenheiro Marcílio Dantas que se desincompatibilizou da direção do SAAE para disputar as próximas eleições seria o nome que faria 'pareia' com Júlio. Ou seria candidato a vereador na vaga ocupada por seu filho, vereador Marcílio Júnior? Huuummmm, complicado.

Mas, a surpresa maior aconteceu nesta segunda-feira (03) quando o ex-vereador Clécio Júnior concedendo entrevista ao jornalista Iran Costa, disse que sua genitora, ex-vereadora e ex-vice-prefeita Zélia Santos, também teria seu nome lembrado como uma possível vice de Júlio César. 

Não ouvimos falar, mas ainda tem correndo por fora o ex-secretário de saúde e hoje secretário da ação social, Carlos Filho, que também poderia preencher essa vaga.

Realmente só aumenta a 'dor de cabeça' do prefeito na sua futura escolha. 

Na oposição a 'briga' é para ser prefeito, na situação a 'briga' é pra ser vice.

como percebe-se, aquilo que é problema na oposição na situação é solução de sobra!

Nenhum comentário: