quinta-feira, 21 de novembro de 2019

CEARÁ-MIRIM: 5 PERGUNTAS PARA FAZER AOS CANDIDATOS A PREFEITO

5 perguntas para fazer a qualquer candidato

“O quê”, “quanto”, “como”, “quando” e “por quê”. O eleitor que tiver essas cinco perguntas na ponta da língua poderá separar o joio do trigo nas promessas dos candidatos: aquelas que são lançadas apenas em busca dos votos das que têm, de fato, probabilidade de se concretizarem após o resultado das urnas.

“A viabilidade do projeto é muito importante na escolha do voto. No papel cabe tudo e não é a mágica quem vai tornar a promessa realidade”, alerta Maximiliano Martin Vicente, cientista político e professor da Unesp.

Para desmascarar uma promessa falsa ou exagerada, o eleitor precisa ser incisivo. Se o candidato prometer trazer empresas para gerar empregos, exija os nomes e quantos postos serão criados. Se a oferta for de criação de uma creche, faça com que ele se comprometa com prazos e custos. As explicações devem, sempre que possível, serem registradas.

O sociolólogo Fabio Pacano diz ser necessário pé atrás, principalmente, com os “salvadores da pátria”: aqueles com promessas definitivas para todos os problemas.

“Na hora de cumprir o prometido, agem como mães com os filhos, que dizem que vão comprar o brinquedo na volta”, brinca. Por isso, é necessário questionar para saber qual é o seu grau de comprometimento com aquela causa.

O Smarthphone como aliado

A eleição suplementar deste ano em Ceará-Mirim terá um ingrediente poderoso: a popularização dos smartphones. Segundo o sociólogo Fábio Pacano, essa ferramenta deve ser utilizada a favor do eleitor. “O cidadão pode registrar todas as promessas feitas pelos candidatos em vídeo e, depois das eleições, cobrar dos eleitos que sejam realizadas”, aconselha.


Arte / A Cidade

Nenhum comentário: