quinta-feira, 11 de abril de 2019

GENTILI SE DEFENDE DE CONDENAÇÃO E RECEBE APOIO DE BOLSONARO

Após notícia de condenação, Gentili se defende em rede social e ironiza decisão

Gentili e Maria
O comediante e apresentador Danilo Gentili, após condenação à prisão por ofender a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), utilizou as redes sociais para se defender e ironizar à decisão expedida pela 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo. No Twitter, Gentili recebeu apoio de fãs e seguidores, além de outras figuras públicas, como o presidente Jair Bolsonaro, Oscar Filho e Tom Cavalcante.

Em seu perfil na rede social, Gentili contra atacou o caso dizendo que sofreu censura estatal e que apenas rasgou o documento extraoficial na época, enviada pela deputada e colocou entre as calças. O comediante ainda publicou charge na linha do tempo ironizando à Justiça e que foi preso por fazer piada e comentou: "As mesmas pessoas que não relativizam e nem miniminizam os efeitos de uma piada relativizam e miniminizam a censura oficial estatal". 

Gentili chegou a provocar a deputada marcando-a no Twitter e dizer: "Me ajude aqui. Prender não adianta nada. Sou apenas uma vítima da sociedade". Além do mais, marcou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro: "Me ajuda aí, irmão. Fico devendo uma". 

O humorista pode recorrer da sentença em liberdade. Danilo foi condenado a seis meses e 28 dias de prisão. Até a noite desta quarta-feira (10), a defesa de Gentili, através do advogado Rogério Cury, não tinha tomado conhecimento da decisão que desconhecia o conteúdo. Ainda afirmou que a notícia causou espanto, a princípio, porque pode atingir a liberdade de imprensa e criminalizar o humor. 

Na manhã desta quinta-feira (11), o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), em sua conta oficial tuitou em defesa de Gentil: "Me solidarizo com o apresentador e comediante @DaniloGentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros".

TN

Nenhum comentário: