sexta-feira, 16 de outubro de 2020

SENADORES DIZEM QUE AFASTAMENTO DO SENADOR DO DINHEIRO NO 'FIOFÓ' É 'AFOITO'

Senadores estudam impedir afastamento de Chico Rodrigues

Diversos senadores não reagiram positivamente à decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso, de afastar o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) por um período de 90 dias após o político ser flagrado com dinheiro na cueca. A decisão tomada pela Suprema Corte ainda precisa ser referendada pelo Senado.

Um dos políticos a se manifestar contra a decisão do STF foi Ângelo Coronel (PSD-BA), integrante do Conselho de Ética do Senado e presidente da CPMI das Fake News no Congresso, que chamou a decisão de “afoita”.

– Foi uma ação afoita [do Barroso]. Não pode tomar decisão assim. E o direito ao contraditório? Mesmo num caso midiático como esse, não pode ser assim – afirmou.

Em um grupo de WhatsApp, alguns senadores também criticaram a decisão do ministro do STF pelo afastamento e concluíram que o caso do senador precisa ser decidido pelo Conselho de Ética. Além disso, políticos disseram que o Senado não dará espaço ao que chamaram de “sobreposição de poderes” e alguns deles discutiram como barrar a decisão do ministro.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, quatro titulares do Conselho de Ética também se colocaram contra a decisão do Barroso. O órgão conta com 15 cadeiras, uma delas ocupada atualmente por Chico Rodrigues.

Nenhum comentário: