terça-feira, 4 de agosto de 2020

URRA: NA AUSTRÁLIA QUEM VIOLAR ISOLAMENTO PAGA MULTA DE R$ 20 MIL

Estado da Austrália impõe multa de quase R$ 20 mil para quem estiver infectado e violar isolamento contra Covid-19

Mulher passa em frente à árvore com máscara pintada em Melbourne, após governo anunciar novas restrições à movimentação Foto: WILLIAM WEST / AFP
O governo de Victoria, o segundo estado mais populoso da Austrália, anunciou nesta terça-feira que qualquer pessoa que tiver contraído a Covid-19 e for pega fora de sua casa enquanto estiver doente enfrentará multas de quase 5 mil dólares australianos, o equivalente a 19 mil reais.

O estado de Victoria impôs um toque de recolher noturno, apertou as restrições à circulação de pessoas e ordenou que grande parte da economia local fechasse para retardar a propagação do coronavírus.

Apesar das ordens de isolamento, o primeiro-ministro do estado, Daniel Andrews, disse que quase um terço dos que haviam contraído Covid-19 não estava em casa quando fiscalizados pelas autoridades, o que impunha a necessidade de novas e severas penalidades para interromper a transmissão comunitária.

A capital estadual, Melbourne, continua registrando centenas de novos casos de Covid-19 diariamente. Por isso, no domingo as autoridades tornaram a quarentena mais rigorosa e decretaram toque de recolher entre as 20h e as 5h, que deve durar seis semanas.

Ao declarar "estado de emergência", o primeiro-ministro do estado de Victoria, Daniel Andrews, disse que a capital estadual ficará sob as restrições da chamada fase 4, mais rigorosa, até 13 de setembro, diante dos níveis "inaceitáveis" de transmissão comunitária.

Os residentes de Melbourne podem sair no máximo uma hora por dia para praticar esportes a uma distância não superior a cinco quilômetros de suas casas e apenas uma pessoa por residência poderá sair e fazer compras essenciais.

A maioria das faculdades e universidades de Melbourne retornará ao ensino a distância a partir de quarta-feira à noite, algumas semanas após o retorno às salas de aula, enquanto escolas e creches fecharão a partir de quinta-feira. Casamentos também estão proibidos na cidade. As cerimônias de casamento já haviam sido limitadas a um máximo de cinco pessoas.

O Globo

Nenhum comentário: