quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

CHILE: IGREJA CATÓLICA INVESTIGA ABUSO SEXUAL DE SEUS INTEGRANTES

Chile investiga integrantes da Igreja Católica suspeitos em casos de abuso sexual


Manifestante protesta contra a visita do Papa Francisco ao Chile nos arredores do Parque O'Higgins, em Santiago, em janeiro — Foto: Eitan Abramovich/AFPA Justiça do Chile contabilizou 148 investigações por abusos sexuais perpetrados por membros da Igreja Católica contra 255 pessoas. A atualização nos números foi divulgada nesta terça-feira (8) pelo Ministério Público.

No olho do furacão, a Igreja local enfrentou, desde o começo de 2018, uma onda de denúncias por abusos sexuais perpetrados por religiosos ao longo de décadas. O papa Francisco respondeu expulsando padres pedófilos e aceitando as renúncias de vários bispos investigados por acobertar os criminosos.

Ele destacou o "trabalho significativo" que a Justiça empreendeu para que "as pessoas que foram historicamente vítimas tivessem a oportunidade de denunciar os fatos dos quais foram alvo (...) e isso abriu a possibilidade de assumir a reparação".

Há anos, os casos de abusos sexuais abalam a Igreja católica chilena. Em junho, o papa Francisco aceitou as demissões de cinco bispos, após 34 membros da Conferência episcopal do país terem colocado os seus cargos à disposição.

A visita do papa ao país em janeiro deste ano foi marcada por protestos que exigiam a punição de membros da Igreja Católica envolvidos em casos de abuso sexual.

Com informações do G1

Nenhum comentário: