sexta-feira, 6 de abril de 2018

DEFESA DE LULA RECORRE A ONU CONTRA PRISÃO

Defesa de Lula recorre ao Comitê de Direitos Humanos da ONU para evitar prisão
 
Resultado de imagem para onuA defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu ao Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, para evitar a prisão. Por determinação do juiz Sergio Moro, Lula deve se apresentar até 17 horas desta sexta-feira. Segundo os advogados, foi protocolada nesta sexta-feira, em conjunto com o advogado britânico Geoffrey Robertson uma medida cautelar com um pedido de liminar para que o governo brasileiro impeça a prisão de Lula até o exaurimento de todos os recursos jurídicos.
Os advogados argumentam que a estreita margem da decisão tomada na última quarta-feira pelo Supremo Tribunal Federal (STF) – foram seis votos a favor e cinco contra a denegação do habeas corpus a favor do ex-presidente – demonstra necessidade de um tribunal independente examinar se a presunção de inocência foi violada. Pedem ainda que sejam analisadas as condutas do juiz Sergio Moro e dos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região contra o ex-presidente.
O advogado britânico, especialista em direitos humanos, representa Lula na Comissão de Direitos Humanos da ONU e acompanhou a sessão em que o TRF-4 julgou o recurso de apelação contra a condenação no caso tríplex.
A defesa de Lula também apresentou habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para tentar evitar a prisão do petista. A ação chegou às 9h03 nas mãos do ministro Félix Fischer, relator responsável pelos processos da Lava-Jato no STJ, que já analisa o pedido.

O Globo

Nenhum comentário: