quinta-feira, 17 de agosto de 2017

MORO PODE BARRAR CELULARES EM AUDIÊNCIAS

Tribunal diz que Moro tem autoridade para barrar celular em audiência

O Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) rejeitou mandado de segurança que requeria a garantia de liberação do uso de aparelhos celulares em audiências da Operação Lava Jato. A ação foi impetrada pela defesa do presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, e por seu advogado, Fernando Fernandes, que se insurgiram contra determinação do juiz Sérgio Moro. Segundo a decisão dos desembargadores da 8.ª Turma da Corte federal, ‘cabe ao juiz definir as medidas a serem tomadas para o bom andamento da audiência’.

Nenhum comentário: