terça-feira, 20 de junho de 2017

FIQUE POR DENTRO


Moro impediu o golpe do trio barra-pesada
A data do encontro clandestino entre Lula, Eduardo Cunha e Joesley Batista é fundamental para se compreender o que eles discutiram.
Eles se reuniram em 26 de março de 2016.
Dez dias antes do encontro, em 16 de março, Dilma Rousseff nomeou Lula para a Casa Civil, a fim de que ele obtivesse o foro privilegiado e escapasse da Lava Jato, que se preparava para prendê-lo.
No mesmo dia, o juiz Sergio Moro divulgou o grampo em que Lula e Dilma Rousseff combinavam a tramóia.
Em 17 de março, a Câmara dos Deputados elegeu os integrantes da Comissão Especial do impeachment.
Um dia depois, Gilmar Mendes suspendeu a nomeação de Lula para a Casa Civil.
O trio barra-pesada, portanto, reuniu-se para coordenar as manobras dos vários ramos da ORCRIM. O plano era enterrar a Lava Jato e negociar uma saída para o impeachment.

Nenhum comentário: