sábado, 29 de abril de 2017

TEMER INTRANSIGENTE

"Não haverá recuo"

 
Adriano Machado/Reuters
O presidente Michel Temer (PMDB) disse a auxiliares que não cogita abandonar a agenda de reformas e que 'não haverá recuo'. Ele ainda realçou que outros países tiveram que lidar com protestos e incompreensões para realizar reformas. Apesar de achar que a greve geral hoje foi menor do que o esperado, o governo vai adiar a votação que muda a Previdência, porque avalia que não tem os 308 votos necessários para aprovação na Câmara.

Nenhum comentário: