sábado, 25 de julho de 2020

ABSURDO: TRAFICANTES CRIAM 'COMPLEXO DE FAVELAS' NO RIO DE JANEIRO

Traficantes usam pandemia para criar 'Complexo de Israel' unindo cinco favelas na Zona Norte do Rio

De acordo com a polícia, a união dessas cinco comunidades forma o Complexo de Israel — Foto: Reprodução
De acordo com a polícia, a união dessas cinco
comunidades forma o Complexo de Israel

Em meio à pandemia, a quadrilha de um traficante de drogas está invadindo comunidades, na Zona Norte da cidade, e criando um novo complexo de favelas. Na expansão de seu domínio, o criminoso tenta impor a religião, deixa rastro de pessoas desaparecidas e coloca barricadas à beira da Avenida Brasil, uma das principais vias de acesso à cidade do Rio de Janeiro.

O "Complexo de Israel" é, atualmente, como vem sendo chamado o conjunto de favelas dominadas pelo traficante Álvaro Malaquias Santa Rosa, conhecido como Peixão, de 34 anos. O criminoso tem 35 anotações criminais em sua ficha. Já foi investigado, indiciado, denunciado mas até hoje não foi preso.

Cidade Alta, Vigário Geral, Parada de Lucas, Cinco Bocas e Pica-pau são as cinco comunidades que compõe o novo complexo. Juntas, no local, moram cerca de 134 mil pessoas.

Os policiais apuram ainda a expansão da quadrilha para duas localidades que nunca foram dominadas por traficantes: a Estrada do Porto Velho e a Rua Lyrio Maurício da Fonseca, na região de Brás de Pina.

As ações do criminoso chamam a atenção dos investigadores por ele, a cada área dominada, exibir símbolos do Estado de Israel como a bandeira do país e até a Estrela de Davi e colocá-los em pontos das comunidades para demarcar o seu domínio.

"O que se tem percebido é que eles estão se aproveitando desse período para ampliar a dominação territorial pra áreas que antes não tinham a presença do tráfico de drogas. Então, ruas que eram comumente acessíveis pela sociedade e pelas forças de segurança", afirmou o delegado Maurício Mendonça, da 38º DP (Brás de Pina).

Junto a cada barreira instalada pelos bandidos há o símbolo do amor e a palavra paz. Essa é a forma escolhida pela quadrilha para afastar a polícia e delimitar o território.


Clique no link abaixo e veja toda matéria:

Nenhum comentário: