segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

RODRIGO MAIA "TRABALHANDO" PELA PREVIDÊNCIA

“Temos chance de chegar a 308 votos por Previdência”, diz Maia
 
MARCOS CORRÊA/PRO presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), disse nesta segunda-feira (29/1) que as negociações em torno da reforma da Previdência entram a partir de agora numa fase mais intensa. Segundo ele, se a matéria for bem trabalhada pelo Planalto com os partidos da base, há chance de se chegar no mês que vem aos 308 votos necessários para aprovar na Câmara a proposta de emenda constitucional.
Em entrevista ao Estadão, o parlamentar disse que a missão será explicar “olho no olho” de cada deputado que os direitos dos trabalhadores não serão afetados. Maia frisou que a proposta busca equidade entre categorias, ao lembrar que a matéria prevê que tanto o trabalhador de baixa renda, que ganha um salário mínimo e se aposenta hoje com 65 anos, quanto aquele que ganha mais no serviço público ou privado vai se aposentar aos 65 anos após o período de transição da reforma.
“Todos terão a mesma idade mínima daqui alguns anos”, comentou Maia. “Trabalhando de forma conjunta com todos partidos que defendem a votação, temos chance, sim, de chegar a 308 [votos]”, acrescentou o presidente da Câmara, respondendo a uma pergunta sobre a possibilidade de a matéria ser aprovada pelo plenário da Câmara até o fim de fevereiro.
O deputado argumentou que a mudança no sistema previdenciário é importante não apenas para corrigir o desequilíbrio das contas públicas, mas também para permitir no país um bom ambiente para geração de empregos. “Esse novo sistema previdenciário significa que teremos um país com as contas organizadas, como a conta da nossa casa. E vamos ter condições, com esse equilíbrio, de gerar emprego”.
O parlamentar fluminense elogiou ainda a iniciativa do presidente Michel Temer (MDB) de ir a programas populares de televisão em busca de maior apoio da sociedade à reforma nas aposentadorias. “Quanto mais pessoas falando sobre a reforma da Previdência, ajuda”, disse.

Estadão Conteúdo

Nenhum comentário: