sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

EUA: AUTORIDADES DA SAÚDE INVESTIGAM MORTE DE MÉDICO QUE FALECEU APÓS RECEBER VACINA DA COVID-19

Morte de médico que recebeu vacina da Covid é investigada

A morte do ginecologista e obstetra Gregory Michael, apenas duas semanas depois de ser imunizado contra a Covid-19, está sendo investigada por autoridades de saúde dos Estados Unidos. Segundo Darren Caprara, diretor de Operações do Escritório Médico Legista, a morte definitivamente não está ligada à vacina, mas as possibilidades estão sendo avaliadas.

Caprara informou que Michael recebeu a vacina por volta de 19 de dezembro e morreu entre os dias 3 e 4 janeiro. O Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) confirmou que “está ciente de uma morte relatada na Flórida de um indivíduo que recebeu a vacina Pfizer-BioNTech COVID-19 cerca de duas semanas antes de falecer”.

Na última terça-feira (5), uma autópsia foi realizada, e a causa da morte está pendente por conta de aguardarem a conclusão da investigação empreendida pelo médico legista e pelas agências parceiras. Em um comunicado, a Pfizer também informou que está investigando o caso.

– A Pfizer e a BioNTech estão cientes da morte de um profissional de saúde dezesseis dias após [ele] receber a primeira dose. É um caso clínico muito incomum de trombocitopenia grave, uma condição que diminui a capacidade do corpo de coagular o sangue e parar o sangramento interno. Estamos investigando ativamente este caso, mas não acreditamos no momento que haja qualquer conexão direta com a vacina – disse a empresa no comunicado.

O Mount Sinai Medical Center, onde Michael trabalhava, disse em um comunicado que, devido às leis de privacidade médica, “não pode confirmar ou negar informações sobre qualquer paciente. À medida que temos conhecimento de um incidente envolvendo qualquer paciente, as agências apropriadas são contatadas imediatamente e têm a nossa cooperação total.”.

pleno.news

Nenhum comentário: