domingo, 10 de janeiro de 2021

DANOU-SE: APÓS MULHERES DENUNCIAREM JOÃO DO 'CÃO' POR ABUSO, AGORA OS HOMENS DENUNCIAM SEU ASSISTENTE

Homens acusam Tião de Lima, assistente de João de Deus, de abuso sexual na Casa Dom Inácio de Loyola

“Ele me fez abrir a calça, subir na maca e colocou um lençol sobre meu corpo. Tirou meu pênis e começou a tentar me masturbar. E, enquanto isso, ele rezava. Rezava e dizia que ia me curar.” Dois anos depois de virem à tona as primeiras denúncias de assédio sexual que levaram João de Deus para a cadeia, uma nova onda de vítimas vem a público: homens afirmam ter sido abusados sexualmente pelo braço direito do líder místico, Sebastião de Lima, que, por quase quatro décadas, atuou ao lado de João na Casa de Dom Inácio de Loyola, onde era conhecido como Tiãozinho.

Quatro indivíduos ouvidos pelo Metrópoles disseram ter sofrido assédio sexual dentro da Casa, o centro místico que João de Deus fundou em Abadiânia (GO) no fim da década de 1970 – e que chegou a sustentar 100 hotéis e pousadas com o fluxo de turistas que atraía para a cidade. Três ex-funcionários da Casa confirmam que os assédios aconteceram e que, durante as décadas de 1990, 2000 e 2010, foram comentados entre sussurros por quem trabalhava ao lado do líder místico.

Sebastião de Lima nega todos os relatos, e afirma que, tanto as acusações contra ele quanto as das mais de 300 mulheres que vieram a público falar sobre os assédios cometidos por João Teixeira de Faria, são “oportunismo”.

Os quatro ex-fiéis que relataram os abusos feitos pelo assistente direto de João de Deus não se conhecem, e são de regiões diferentes do Brasil. Apenas um deles aceitou ter seu nome publicado, e outro consentiu que seu relato em áudio fosse usado nesta reportagem, que consumiu cinco meses de investigação.

Clique no link abaixo e veja toda matéria:

Nenhum comentário: