segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

SP: RABO CHEIO - COVAS ASSUMIRÁ PREFEITURA COM AUMENTO DE QUESE 50% NO SEU SALÁRIO

Vereadores aprovam reajuste de 46% no salário de Bruno Covas

A Câmara dos Vereadores de São Paulo aprovou na manhã desta segunda-feira (21), em sessão extraordinária, um projeto de lei que aumenta em 46% o salário do prefeito Bruno Covas (PSDB), que passará de R$ 24.175,55 para R$ 35.462. Além do gestor, o vice-prefeito e os secretários municipais também terão reajuste. Para valer, a medida ainda precisará passar por uma 2ª votação.

O salário do prefeito era visto como um bloqueio que impedia que algumas categorias do funcionalismo público recebessem salários acima dos R$ 24,1 mil. Essas categorias vinham fazendo pressão junto a vereadores para a concessão do aumento. O salário do prefeito e do secretariado não recebia reajuste desde 2012.

A Lei Complementar 173/2020, aprovada em maio pelo Congresso Nacional, que permitiu um socorro de R$ 125 bilhões a Estados e municípios para combater a crise do coronavírus, determinou que servidores públicos desses entes federativos não poderiam conceder reajustes salariais até o fim de 2021. O projeto votado em São Paulo respeita a norma federal, determinando que esse aumento só entre em vigor no dia 1º de janeiro de 2022.

A votação se deu mediante a uma manobra conhecida na Câmara como “cavalo”, quando um projeto é usado para colocar outro em votação. O texto usado como cavalo foi um projeto que estava parado desde 2018 e permitia aumento de 2,8% nos salários de alguns servidores do Legislativo.

O salário do vice-prefeito eleito, Ricardo Nunes (MDB), que participou da votação, será de R$ 31.915,80 (hoje, é R$ 21,7 mil). Já o salário dos secretários municipais subirá de R$ 19.340,40 para R$ 30.142,70, um percentual de reajuste de 55%.

pleno.news

Nenhum comentário: