terça-feira, 22 de dezembro de 2020

RAMIREZ DÁ SUA VERSÃO SOBRE CASO DE RACISMO CONTRA O JOGADRO GERSON DO FLAMENGO

Ramírez dá versão sobre o que falou a Gerson no Flamengo x Bahia

O Bahia divulgou um vídeo na noite desta segunda-feira no qual o meia Ramírez dá sua versão sobre o episódio envolvendo Gerson, do Flamengo. Acusado de racismo, o colombiano alegou que não falou "cala boca, negro" durante a partida no Maracanã.

- Em nenhum momento fui racista. Nem com Gerson e nem com outra pessoa. Quando fizemos o gol, levamos a bola para o meio para reiniciar o jogo rapidamente. Bruno Henrique segura. Eu começo a correr e digo a ele: "Jogue rápido, irmão. Joga sério". Ele joga a bola para trás. Gerson me diz algo, mas eu não entendo muito o português. Não entendi o que falou e disse: "Joga rápido, irmão". Não sei o que ele entendeu e ele começou a me perseguir. E eu sem saber o que tinha acontecido. Eu saí por trás porque não queria brigar com ninguém. Ele disse que eu falei "cala a boca, negro". Eu não falo português tão fluentemente. Estou há um mês no Brasil. Sobre o fato de ser racista, não estou de acordo. Em nenhum momento falei isso, uma palavra tão ruim - disse Ramírez.

Extra

Nenhum comentário: