sábado, 14 de novembro de 2020

DIABETES: SAIBA OS MITOS E VERDADES

Dia Mundial do Diabetes: Saiba os mitos e verdades

Neste sábado, 14 de novembro, acontece anualmente uma campanha de conscientização global sobre diabetes. Ou seja, é o Dia Mundial do Diabetes. O diabetes é uma doença crônica que afeta mais de 16 milhões de brasileiros, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), sendo que cerca de 8 milhões desses pacientes ainda não sabem de seu próprio diagnóstico. A melhor forma de controlar o Diabete Mellitus (DM) e ter uma vida normal é conhecer melhor a doença para aprender a gerenciar a glicemia e aderir ao tratamento.
Nesse sentido, quando não são amparados pelos profissionais de saúde, muitos pacientes com DM buscam informações não confiáveis na internet, o que pode gerar ainda mais dúvidas e confusões, além da possibilidade de uma piora do quadro clínico. A Dra. Mariana Pereira, médica endocrinologista, ajuda a esclarecer as verdades do que significa conviver com o diabetes.


CHÁS E SIMPATIAS PODEM REDUZIR A GLICEMIA E ATÉ CURAR O DIBETES

Mito. O controle da glicemia, objetivo principal do tratamento da doença, é feita por meio de alimentação adequada e administração diária de insulina ou uso de medicamentos orais. O Diabetes Mellitus é uma doença crônica e que não tem cura, mas a adesão ao tratamento garante que o paciente permaneça saudável, não enfrente um agravamento no quadro clínico e tenha uma vida normal.

A PESSOA COM DIABETES NÃO PODE COMER DOCES E CARBOIDRATOS

Mito. Embora o diabetes seja uma doença causada pelo aumento da glicose no sangue, se o paciente com Diabetes Mellitus tipo I souber realizar a contagem de carboidratos e administrar corretamente a insulina, ele pode sim se alimentar de produtos que contenham açúcar.

O paciente com Diabetes Mellitus tipo II, que faz uso de medicamentos orais, precisa ajustar sua dieta e fazer escolhas mais saudáveis, controlando a ingesta de carboidratos na maior parte das vezes.

ATIVIDADE FÍSICA AJUDA NO CONTROLE DE DIABETES

Verdade. O exercício físico estimula a captação da glicose circulante pelas células musculares e melhora a ação da insulina, pois aumenta a sensibilidade ao hormônio. Além disso, a perda de peso promovida pelo exercício físico reduz a resistência celular à insulina e colabora para a captação da glicose e consequente redução da glicemia. Assim, com uma rotina adequada de atividade física, o paciente pode diminuir a dose de insulina ou antidiabético oral.

COMEU MUITO DOCE E FICOU DIABÉTICO

Mito. O Diabetes Mellitus tipo I é uma doença autoimune, em que ocorre a destruição das células pancreáticas produtoras de insulina, e isso não tem relação com a ingestão prévia de doces e outros açúcares. Já o Diabetes Mellitus tipo II está associado ao estilo de vida e predisposição genética hereditária, de forma que maus hábitos como obesidade e sedentarismo aumentam a probabilidade do desenvolvimento da doença.

Clique no link abaixo e veja toda matéria:

Nenhum comentário: