quarta-feira, 7 de outubro de 2020

FUTEBOL: COMPLICADA A SITUAÇÃO DO CRUZEIRO

Invasão, ameaças, dívida bilionária. Medo da Série C. Cruzeiro

Dívida assumida de mais de R$ 1 bilhão.

Zona do rebaixamento na Série B, depois de 13 partidas.

Pagando punição de seis pontos a menos, imposta pela Fifa, por calote.

E há outras dívidas que podem custar mais pontos perdidos.

O medo real não é mais de não voltar à Série A.

Mas de cair para a Terceira Divisão.

A cota de transmissão de tevê não é mais de R$ 70 milhões.

Baixou para R$ 6 milhões, com o rebaixamento para a Série B.

O clube resolveu não aceitar, trocando pelo que receberá integral no pay-per-view.

A perspectiva é que não fique muito mais alto, pela péssima campanha do time.

Clube cria campanha implorando entre R$ 0,1 e R$ 0,99 dos seus torcedores, nas compras feitas por cartões de crédito.

Ex-diretoria é alvo de investigação por desvio de dinheiro do clube, correndo o risco de, além de devolver dinheiro, ter membros importantes presos.

Elenco fraquíssimo.

E com dois meses de salários atrasados.

Técnico sem ter o que fazer, pede 'confiança na diretoria'.

Impossibilitado de novas contratações, por punição da Fifa.

Não bastasse o quadro terrível, que Sérgio Santos Rodrigues será empossado por três anos como presidente efetivo hoje à noite, a manhã começou de forma lastimável.

Com a invasão da Toca da Raposa II,, Centro de Treinamento, por 50 membros da torcida organizada Máfia Azul.

Eles entraram arrebentando uma porta de vidro lateral.

Com gritos de guerra, xingaram o elenco.

Mostraram faixas aos jornalistas para ser fotografadas, humilhando os atletas.

E cobrando presidente e Ney Franco, o técnico.

"Sérgio, pare com as lives e escute a sua torcida. Menos falatório e mais ação", diz o texto de uma faixa."

"Ney Franco, não queremos que recupere medalhões. Queremos que recupere o Cruzeiro. Os homens passam, o Cruzeiro fica."

r7

Nenhum comentário: