quarta-feira, 9 de setembro de 2020

VACINA DE OXFORD TEM TESTES SUSPENSOS

Suspensão dos testes com vacina de Oxford já foi comunicada à Anvisa

Vacina de Oxford contra a covid-19 é testada no Brasil
A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) afirmou nesta terça-feira (8) que foi comunicada sobre a suspensão temporária dos estudos com a vacina contra a covid-19 desenvolvida em parceria entre a AstraZeneca e a Universidade de Oxford. A decisão foi tomada após a suspeita de uma forte reação adversa em um voluntário dos testes no Reino Unido.

"O laboratório Astra Zeneca anunciou a paralisação do seu estudo global para vacina dovid-19. A decisão foi do próprio laboratório, que comunicou os países participantes sobre sua decisão", disse a Anvisa em nota enviada ao R7.

O órgão regulador afirma que agora aguarda pelo o envio de mais informações sobre os motivos da suspensão para analisar os dados e se pronunciar oficialmente sobre o assunto.

A vacina de Oxford é uma das apostas do Brasil para a imunização da população. Mais cedo, o o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que a previsão é 'começa a vacinar todo mundo' contra covid-19 em janeiro de 2021.

A previsão do governo federal é produzir 100 milhões de doses da vacina a partir, caso ela tenha a sua eficácia comprovada contra a doença respiratória. Outros países também têm estudos avançados para a produção da vacina. O Ministério da Saúde afirma que pode negociar com qualquer uma delas que se mostre eficaz contra a covid-19.

Nenhum comentário: