segunda-feira, 24 de agosto de 2020

SR. EX-MINISTRO, PORQUE NÃO PEDIU AO INVÉS DE LEVAR 'ESCONDIDO'?

Ex-ministro de Dilma, Fernando Furlan é flagrado furtando cones no Sudoeste

homem sorrindo
Um ex-ministro de Estado é investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) por ter furtado dois cones de sinalização usados para isolar uma área ao lado de um prédio, na quadra 300 do Sudoeste. Fernando de Magalhães Furlan foi flagrado por câmeras de segurança do edifício colocando os objetos na mala de um carro, na manhã do último sábado (22/8). A 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro) apura o caso.

Atualmente, Furlan ocupa cargo de assessor judiciário no Supremo Tribunal Federal (STF), com vencimentos de R$ 25.362,38. Durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff, em 2016, e o afastamento do então ministro Armando Monteiro Neto, Furlan assumiu interinamente o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior por cerca de um ano.

O caso foi parar na polícia após a administração do prédio registrar a ocorrência policial. Nesta segunda-feira (24/8), na companhia de um advogado, o ex-ministro foi até a delegacia ser ouvido sobre o suposto furto dos cones. Nas imagens, Furlan aparece na companhia de dois cachorros. Em seguida, ele abre a porta-malas e coloca os cones em seu interior.
O que diz Furlan

O Metrópoles entrou em contato com o ex-ministro para falar sobre o episódio. Furlan afirmou que havia pegado os objetos “emprestados e que depois devolveria”.

“Minha filha está aprendendo a dirigir e peguei os cones emprestados, dentro da própria quadra apenas para que ela treinasse a baliza. Não tinha a intenção de ficar com os cones e iria devolvê-los em seguida, como devolvi”, disse.

Nenhum comentário: