quarta-feira, 26 de agosto de 2020

RN: IRMÃOS 'MAIA' DIVERGEM DA SAÍDA DA PETROBRAS

João Maia fala sobre anúncio da Petrobras e acredita que saída não será tão desfavorável para RN
Deputado João Maia
O anúncio da venda dos ativos da Petrobras no Rio Grande do Norte foi o principal assunto comentado nessa terça-feira (25). O deputado federal João Maia teve sua opinião publicada na edição da Tribuna do Norte de hoje (26), com o seguinte posicionamento: “O Rio Grande do Norte precisa de empresas que tenham como foco a produção no Estado, investindo, gerando emprego e royalties, além de tributos. Não podemos fazer questão pela Petrobras se ela não tem planos de investimentos no Rio Grande do Norte. Evidentemente que os novos compradores das concessões vão investir mais que a Petrobras e com isso o Estado vai lucrar. Gosto da Petrobras, mas gosto muito mais do povo do Rio Grande do Norte”, declarou João Maia.



Zenaide Maia critica possibilidade de privatizações sem aprovação do Congresso
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária.   Em discurso, à tribuna, senadora Zenaide Maia (Pros-RN).  Foto: Beto Barata/Agência Senado
Senadora Zenaide Maia
A senadora Zenaide Maia (Pros-RN) criticou nesta terça-feira (18) em Plenário a possibilidade de o governo federal realizar privatizações de empresas públicas sem que sejam debatidas e submetidas à aprovação do Congresso. Segundo informações divulgadas pela imprensa, haveria o entendimento do governo de que a lei do Programa Nacional de Desestatização já autorizaria de forma genérica a venda de empresas públicas.

A parlamentar, que é presidente da Frente Mista da Soberania Nacional, condenou ações como a venda da lucrativa Embraer para a Boeing - "a preço de banana em final de feira" — e de gasodutos do Norte e Nordeste, por uma subsidiária da Petrobrás, que hoje paga o aluguel desses mesmos dutos para poder transportar o gás.

— A gente só acredita num negócio desse porque está vendo. Como é que você vende o que tem, para depois alugar? E não estão falidos; são superavitários!

Nenhum comentário: