sexta-feira, 21 de agosto de 2020

A BATALHA DE UM MÉDICO EM DEFESA DO ABORTO - ENTREVISTA

'Vejo meninas destruídas, machucadas e que ainda se culpam: A batalha de um médico em defesa do aborto 

Olímpio Barbosa de Morais Filho, diretor do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) Foto: Divulgação/ STF
Olímpio Barbosa de Morais Filho,
diretor do Centro Integrado de Saúde
Amaury de Medeiros (Cisam)
Responsável pelo procedimento que retirou o feto da menina de 10 anos estuprada por um tio, o ginecologista e obstetra Olímpio Barbosa de Moraes Filho já atendeu centenas de mulheres vítimas de violência sexual em 30 anos de carreira

Aos 58 anos de idade, casado e pai de três filhos, o ginecologista e obstetra Olímpio Barbosa de Moraes Filho, responsável pela realização do aborto na criança capixaba de 10 anos vítima de um estupro no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), em Recife (PE), é uma das principais referências no Brasil quando se fala em aborto legal. O médico, que já foi excomungado duas vezes pela igreja católica de Pernambuco em razão das suas ações em favor das mulheres vítimas de violência, diz que as políticas públicas relacionadas à saúde da mulher no Brasil precisam se basear na ciência e não em crenças religiosas. Leia abaixo os principais trechos da entrevista concedida à ÉPOCA por telefone.

Clique no link abaixo e veja entrevista completa:

Nenhum comentário: