terça-feira, 21 de julho de 2020

RN: AGLOMERAÇÃO - GOVERNO FÁTIMA CHAMA ATENÇÃO DOS PREFEITOS

Estado exige maior fiscalização dos municípios contra as aglomerações

Após os flagrantes de descumprimento das regras de distanciamento social registrados neste fim semana, com a orla de Ponta Negra lotada de pessoas, além das irregularidades nos protocolos sanitários por parte dos estabelecimentos comerciais, o Governo do Rio Grande do Norte ameaçou nesta segunda-feira (20) adiar novas etapas da reabertura das atividades econômicas no Estado.

Por conta disso, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, convocou 22 municípios da região costeira potiguar para discutir o aumento da fiscalização contra aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus. Ela citou, na gravação, as aglomerações que foram registradas neste domingo na Zona Sul de Natal. “O que aconteceu nesse fim de semana em Ponta Negra e em outras praias é inaceitável”, disse.

Segundo o vice-governador o Estado, Antenor Roberto, as aglomerações ocorridas em Natal e cidades litorâneas neste final de semana podem colocar em risco todo o trabalho de enfrentamento da Covid-19 nos últimos quatro meses. “O Rio Grande do Norte não é uma ilha livre desta doença. A Covid está longe da cura. A permanecer a conduta social que tivemos neste final de semana poderemos voltar a ter aumento de casos, como outros estados e países tiveram – o chamado efeito sanfona. A retomada gradual das atividades econômicas não é uma liberação geral”, alertou.

Antenor Roberto externou a preocupação da administração estadual com a superlotação nas praias. “O Governo do Estado está vigilante e a governadora já disse que se houver nova pressão na ocupação de leitos críticos, as medidas mais restritivas vão voltar, porque nossa prioridade é salvar vidas. Nos impressiona a falta de empatia, ou seja, a capacidade de se colocar no lugar do outro. O que assistimos neste final de semana foi atitude de muito pouco compromisso com o próximo”, disse ele.

O vice-governador criticou a falta de fiscalização municipal das atividades comerciais ao longo do fim de semana. As principais críticas foram voltadas para a ausência de agentes municipais para o controle de bares, restaurantes e ambulantes em Ponta Negra, na zona Sul de Natal. A proibição de venda de bebidas alcoólicas não foi cumprida. “Cabe às prefeituras fiscalizar estabelecimentos e atividades informais que não cumprem as regras. As imagens divulgadas nas redes sociais mostram cenas inadmissíveis. Natal é o centro e o epicentro da pandemia. E a capital não oferece leitos suficientes. É preciso chamar a Prefeitura de Natal e dos municípios que não estão fazendo a fiscalização para a sua responsabilidade. Repito, alcançamos o platô, mas não podemos entrar no efeito sanfona”, criticou.

O Secretário de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), Coronel Francisco Araújo reafirmou que o compromisso do Estado no Pacto Pela Vida firmado com os municípios é colocar as forças de segurança pública – Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros – para apoiar ações das prefeituras no cumprimento das normas dos decretos estaduais e municipais. Cidades com orla marítima comércio e funcionamento de quiosques cabe às prefeituras realizar essa fiscalização.

Agora RN

Nenhum comentário: