sexta-feira, 24 de julho de 2020

AULAS PRESENCIAIS: O RIO GRANDE DO NORTE E MAIS CINCO ESTADOS COM DATAS MARCADAS

Cinco estados e DF têm datas definidas para retorno às aulas presenciais, entre eles o RN

Distrito Federal tem data marcada para retorno das aulas ...
Os estados brasileiros estão se preparando gradativamente para retornar às aulas presenciais nas esferas públicas e privadas nos ensinos básicos, médio e superior. Regiões que não divulgaram previsão discutem protocolos ou prorrogam decretos de suspensão do retorno das atividades escolares, como é o caso do Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

As Secretarias Estaduais de Educação têm elaborado protocolos para que o retorno seja feito de uma forma segura, com base na curva de casos confirmados e de óbitos pela Covid-19. Algumas capitais têm registrado uma diminuição no número de mortos pela doença, como é o caso de Manaus.

A capital foi o único município do Amazonas autorizado a retomar aulas presenciais da rede privada. Desde 6 de julho, pais e responsáveis puderem escolher se enviariam seus filhos novamente ou não às instituições. O estado do Amazonas têm realizado pesquisas com funcionários, professores e pais para decidir o retorno da educação estadual, ainda sem data definida.

Os estados do Maranhão e do Distrito Federal devem ser os primeiros a iniciar o retorno da rede estadual. O Maranhão liberou o retorno para alunos da terceira série do ensino médio da rede pública para 3 de agosto, com a implementação de ensino híbrido, envolvendo o uso sincronizado de atividades pedagógicas realizadas de forma presencial e não presencial.

Ainda no mês de julho, alunos do último período dos cursos de instituições de ensino superior, especialmente da área da saúde, cursos pré vestibulares e cursos de idiomas já puderam voltar a funcionar, desde que cumpridas as medidas de distanciamento social e com rotina semanal máxima de três dias de atividades.

O Distrito Federal também inicia o retorno gradual das aulas a partir do dia 3 de agosto, com um cronograma diferente para as séries e com o ensino híbrido, no qual 50% dos estudantes de cada turma frequentarão a escola presencialmente em uma semana enquanto os outros 50% realizarão atividades por meio impresso ou digital.

A partir do dia 3, podem retornar alunos estudantes do Ensino Médio, da Educação de Jovens e Adultos – EJA e da Educação Profissional; já a partir do dia 10 de agosto, estudantes dos Anos Finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental) retornarão; a partir de 17 de agosto, todos os estudantes dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º Ano do Ensino Fundamental) voltarão ao modo presencial e por último, em 31 de agosto, estudantes da Educação Especial serão autorizados a voltar para as instituições.

O retorno das redes pública e privada São Paulo, previsto para 8 de setembro, está condicionado às fases de flexibilização do Plano São Paulo e só vai acontecer se todas as regiões do estado permanecerem na etapa amarela por 28 dias consecutivos. Aulas práticas envolvendo os cursos de saúde pública da rede superior, além de cursos livres, já estão autorizados a funcionar desde 13 de julho.

Retorno estadual confirmados através de decretos:

MA: 03 DE AGOSTO
DF: A PARTIR DE 03 DE AGOSTO
RN: 14 DE AGOSTO
SP: 8 DE SETEMBRO
AC: 8 DE SETEMBRO
PI: 22 DE SETEMBRO

CNN BRASIL

Nenhum comentário: