quarta-feira, 27 de maio de 2020

RN: PRESÍDIOS MOSTRAM MUITOS POLICIAIS COM COVID-19 - DIZ SINDICATO

Maior unidade prisional do RN tem 25 policiais penais com Covid-19, diz sindicato

Penitenciária Estadual de Alcaçuz fica em Nísia Floresta, na Grande Natal — Foto: Pedro VitorinoVinte e cinco policiais penais da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior unidade prisional do Rio Grande do Norte, testaram positivo para Covid-19. Outros quinze colegas que trabalham com eles estão com suspeita de ter contraído o vírus. Apesar das infecções entre os servidores, não há registro de apenados contaminados em Alcaçuz. Porém há oito com o coronavírus na Cadeia de Caraúbas, no Oeste.

Os dados são do Sindicato dos Policiais Penais do RN. Entretanto os números da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) são divergentes. O G1 teve acesso aos registros enviados por uma fonte, que dão conta de que, ao todo, 29 policiais penais em todo o sistema testaram positivo e outros 100 são casos suspeitos. Segundo esses registros, em Alvaçuz são sete com Covid-19.

Com relação aos presidiários, a Seap divulgou em nota que mais sete foram infectados, todos em Caraúbas. Os internos estão isolados. A Justiça Estadual também foi acionada. Os casos são acompanhados pela equipe de saúde prisional das unidades e dos municípios.

Nesta quarta-feira (27), informou a pasta, o subcoordenador de Gestão das Unidades Prisionais da Seap, policial penal Albertino Kennedy, estará em Caraúbas para acompanhar o caso. Todos os policiais penais e internos de Caraúbas e de Mossoró tem à disposição EPIs, de acordo cm a Seap. As unidades são desinfectadas diariamente com saneantes, seguindo recomendação do Comitê de Enfrentamento ao Covid-19 da secretaria.

O levantamento do Sindppen-RN está sendo feito nas principais unidades prisionais. Os dados mostram ainda que na Cadeia Pública de Nova Cruz são três policiais penais confirmados. O documento ao qual o G1 teve acesso não mostra casos na unidade.

Segundo o sindicato, a Cadeia Pública de Natal e o Complexo João Chaves tiveram um policial penal confirmado cada. Nos dois casos os servidores já estão recuperados. A Cadeia Pública de Mossoró, por sua vez, tem sete casos confirmados entre os policiais penais. O levantamento aponta que o Centro de Triagem de Parnamirim tem um policial penal confirmado e outros nove afastados.

O registro obtido pela reportagem indica sete contaminações de policiais penais na Cadeia Pública de Mossoró e nenhum no Centro de Triagem.

G1

Nenhum comentário: