domingo, 5 de janeiro de 2020

OPINIÃO



Chega a ser utópico um gestor municipal declarar que não precisa de vereador para administrar seu município. Até porque não existe administração onde o executivo não caminha lado a lado com o legislativo. Os poderes jamais poderão ser antagônicos. Perde o executivo, o legislativo e o povo, esse é o que mais sofre  com essas 'divergências de caprichos'!

O gestor municipal precisar da câmara ou dos edis necessariamente não significa dizer que ele tem que negociar, 'fatiar o bolo', afinal os senhores vereadores são eleitos pelo povo para trabalhar pelo povo, ou não? 

Essa 'negociação', esse é o termo usado no meio político, tende-se a existir quando o executivo necessita aprovar um projeto que beneficia amigos ou de seu interesse pessoal, aí sim, a conver$a é outra. Mas, se o projeto beneficia toda população a obrigação do vereador é aprovar sem ter que fazer 'biquinho' ou até mesmo fazer cara feia de quem está 'liso'. Se ele fizer diferente coloca em risco sua volta ao parlamento municipal. O povo está aprendendo a dar a resposta!

Nenhum comentário: