segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

FATO



Um amigo me perguntou o que eu achava do secretariado de Júlio César, se era técnico ou político, respondi que era um misto de tudo.

Se eu não morasse em Ceará-Mirim há exatos 56 anos, não trabalhasse com notícias e não conhecesse todos os passos dos que vivem envolvidos com política talvez eu não soubesse responder. 

No secretariado de Júlio tem técnicos capacitados que entendem do assunto da sua pasta, tem os que tem noção do cargo porque já passaram por lá em outros governos, e tem os que não entendem nada da pasta que vão administrar.

Porém, isso não significa dizer que o 'time' não vai dar certo, até porque é cedo para emitir um parecer mais consistente. Muitas vezes nos surpreendemos com nomeações 'inconfiáveis' que mostram capacidade de sobra no que faz, claro que não é todo dia que acontece esse fenômeno. É preciso saber também se os secretários vão ter autonomia na pasta, sem essa autonomia serão apenas 'bonecos de mamulengo' como aconteceu em outras gestões, vamos deixar a administração andar e acompanhar de perto o desempenho dos secretários, a partir daí poderemos ter uma opinião mais eficaz!

Isso é FATO!

Nenhum comentário: