quarta-feira, 6 de novembro de 2019

LIGEIRINHAS



ABRAÇO: Um abraço para meu amigo Tony Andrade. Gente do bem!

NIVER: Nossos parabéns para nossa amiga Naire Oliveira. Feliz Aniversário!

PULOU: O que motivou a saída de um líder dos mototaxistas de Ceará-Mirim do esquadrão vermelho, onde tinha cargo comissionado, para o esquadrão azul? Bom, falam pelas ruas que foi um remédio que muita gente gosta de tomar!

AGENDA: Numa campanha de 'tiro curto' a maioria dos candidatos estão se dando ao luxo de só promoverem movimentações em um turno, geralmente no turno da tarde. Se não for por falta de tempo acredito que seja por excesso de confiança!

PETROBRAS: O governo fará nesta quarta-feira um megaleilão de petróleo, o maior já realizado no Brasil e o maior do mundo nos últimos anos . No melhor cenário, caso todas as áreas sejam arrematadas, a arrecadação poderia superar os R$ 100 bilhões. No cenário mais conservador, já estão garantidos ao menos R$ 69,9 bilhões aos cofres públicos . Serão licitadas quatro áreas da chamada cessão onerosa .

MULHERES: Embora mal tenha começado, o Campeonato Potiguar de Futebol Feminino de 2019 já está se aproximando do seu final. Das sete equipes que iniciaram o torneio, apenas quatro continuam na disputa: Cruzeiro, Força e Luz, União e Visão Celeste. Elas são semifinalistas da competição e devem iniciar essa nova fase neste final de semana (a confirmação ainda carece de entendimento da Federação Norte-Rio Grandense de Futebol, a FNF, que organiza o torneio).

BLINDAGEM: O que acho interessante nessa campanha suplementar de Ceará-Mirim são os 'exércitos' defendendo seus 'chefes candidatos'. Os caras se empenham tanto que nem os candidatos quando atacados de alguma forma pelos opositores se preocupam em responder, seus 'exércitos' cumprem esse papel muito bem. Muito interessante!

JURI: Vai a júri popular nesta quarta-feira, 6, no Fórum Municipal Ministro Tavares de Lyra, em Macaíba, a mulher acusada de mandar matar a própria mãe, crime ocorrido em julho de 2015. Normalice de Freitas Lourenço, de 41 anos, foi morta a marretadas dentro de casa. Além da filha, Taliany Masquiza de Freitas Lourenço, também senta no banco dos réus o pedreiro Geraldo José Amaro do Nascimento. Taliany ficou conhecida na cidade como “A Suzane Richthofen de Macaíba”, em razão da repercussão que o caso levou, semelhante ao da Suzane Von Richthofen, que gerou impacto nacional.

Nenhum comentário: