quinta-feira, 26 de setembro de 2019

DF: MATARAM PADRE E LOGO APÓS COMEMORARAM COM 'BEBIDA E OSTENTAÇÃO'

Após morte de padre, criminosos comemoraram com “bebida e ostentação”

Igo Estrela/MetrópolesPolícia Civil do Distrito Federal (PCDF) divulgou, na noite desta quarta-feira (25/09/2019), novos detalhes do roubo que acabou de forma trágica no último sábado (21/09/2019): com a morte de Kazimerz Wojno, o padre Casemiro, 71 anos.

Segundo o delegado-chefe da 2ª DP (Asa Norte), Laércio Rossetto, durante a ação na Paróquia Nossa Senhora da Saúde, na 702 Norte, o religioso tentou convencer os bandidos a desistirem. Isso teria irritado Alessandro de Anchieta Silva, 19, que estrangulou Wojno.

“Em determinado momento, o padre começou a tentar dissuadir os criminosos, falando a todo instante que eles não precisavam fazer aquilo. Isso irritou Alessandro, que apertava o arame cada vez mais em volta do pescoço do padre. Ele acabou caindo no chão, perdeu os sentidos e morreu estrangulado”, contou Laércio Rosseto, acrescentando que, após o crime, os marginais comemoraram o roubo com “bebida e ostentação”.

Ainda de acordo com o investigador, esses detalhes foram narrados no depoimento de Daniel Souza da Cruz, preso na tarde desta quarta-feira, no Novo Gama (GO), Entorno do DF.

Além de Daniel, estão detidos Alessandro e Antonio Willian Almeida Santos, 32. Nascido em Januária (MG), Antônio tem passagens por homicídio e tráfico de drogas. Alessandro não tinha histórico criminal. O quarto envolvido – que pode ser um adolescente – ainda não havia sido capturado até a última atualização deste texto.

Nesta quinta (26/09/2019), Rosseto vai se reunir com o diretor do Instituto de Criminalística da PCDF para decidirem se será necessária uma reprodução simulada, espécie de reconstituição do crime.

Clique no link abaixo e veja a matéria completa:

Nenhum comentário: