terça-feira, 13 de agosto de 2019

CEARÁ-MIRIM: "HERIBERTO SERÁ CANDIDATO" - DIZ IRMÃO CARLOS

Vereador Irmão Carlos diz que 'se houver eleição suplementar em Ceará-Mirim, seu filho Irmão Heriberto será pré-candidato de forma irrevogável'

A imagem pode conter: 1 pessoa, óculos e área internaUma possível eleição suplementar em Ceará-Mirim continua agitando os bastidores políticos do município.

O fato mais recente foi o discurso do vereador Irmão Carlos na tribuna da Casa, afirmando que se houver eleição suplementar, o seu filho, ex-vereador Heriberto Ribeiro será pré-candidato de maneira irrevogável.

O parlamentar começou o seu discurso dizendo que devia explicações à sua cidade, aos seus munícipes e, especialmente ao povo do Baixo Vale.

E lembrou que quando Heriberto pediu exoneração do cargo de assessor, o fez com muita maestria, competência e imparcialidade.

“Tudo tem um começo, meio e fim. Ele se sentiu incomodado, inclusive, também recebendo pressão do próprio partido, e resolveu pedir a sua exoneração”, explica Irmão Carlos.

De acordo com o pai do agora, ex-auxiliar de Marconi Barreto, Heriberto deixou o governo dizendo ao prefeito que continua amigo dele, e que jamais esqueceria do gesto de Marconi para com ele no momento em que dele precisou.

Irmão Carlos revelou também que nunca acreditou e nunca quis que tivesse eleição suplementar, e que isso jamais passou pela sua cabeça, até porque, é um defensor ferrenho que o prefeito continue no mandato.

“Uma eleição suplementar, não sei se seria bom para Ceará-Mirim neste momento, mas nunca fui a favor”, frisa Irmão Carlos.

O parlamentar também afirmou que conversou com o prefeito de homem pra homem, de amigo pra amigo e falou de sua posição.

“Não estou aqui fazendo propaganda antecipada, até porque, sei que a Justiça Eleitoral não permite, mas quero apenas deixar claro, que se houver eleição suplementar, tomaremos uma posição e, nesse caso, o irmão Heriberto Ribeiro Pereira será pré-candidato de maneira irrevogável”, afirmou o pai de Heriberto, acrescentando:

“É uma questão de honra saber quantos votos teremos se a suplementar acontecer”.

Mas Irmão Carlos também esclareceu que não se trata de oficialização de candidatura ou de pré-candidatura, porque não existe campanha eleitoral deflagrada.

“Eu não quero aqui cometer um ato de improbidade, indo de encontro à Justiça Eleitoral nem ao Ministério Público”, disse.

“As conversas nas rádios e redes sociais são muitas, mas quero dizer que continuarei ajudando Ceará-Mirim. O que for de bom enviado à esta Casa pelo prefeito, conta com o voto do vereador Irmão Carlos, mas o que for contra a população tem a minha rejeição”, garantiu o vereador.

Por fim, Irmão Carlos encerrou o seu discurso parabenizando todos os parlamentares pela coragem de sempre, de votar a favor do povo ao derrubar o Decreto Municipal que aumentou a tarifa de água no município em quase 10%.

Assecom - CMCM

Nenhum comentário: