sábado, 6 de julho de 2019

PREÇO DO GÁS DE COZINHA SERÁ DISCUTIDO PELO CAE

Comissão discutirá custo do gás de cozinha

Gás de cozinha sofrerá novo reajuste
A política de preços do gás de cozinha será tema de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Um dos objetivos é discutir se o preço final ao consumidor pode ser reduzido, já que o produto acumula fortes altas nos últimos anos. A audiência está marcada para quarta-feira, 10, às 10h.

De acordo com o senador Ciro Nogueira (PP-PI), autor do requerimento para a audiência, a política mensal de preços sobre o gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, como é conhecido o gás de cozinha, passou por várias mudanças nos últimos anos.

Depois de um período de 13 anos de congelamento no preço de revenda da Petrobras, houve fortes reajustes em 2015 e, em 2017, foi adotada uma nova política de preços com reajustes mensais, o que levou a uma alta acumulada de 67,08% naquele ano. Atualmente, a política adotada é a de reajustes trimestrais.

“É importante que seja verificado se essa política de preços é a mais correta e benéfica para o cidadão, assim como se o preço final pode ser reduzido”, afirma o senador. Ele cita resolução do Conselho Nacional de Política Energética que reconhece a prática de preços diferenciados para o gás de cozinha como sendo de interesse para a política energética nacional.

Foram convidados para a audiência representantes dos ministérios da Economia e de Minas e Energia; da Petrobras; da Associação Brasileira de Entidades de Classe das Revendas de GLP e da Associação Brasileira dos Revendedores de GLP.

Nenhum comentário: