quinta-feira, 30 de maio de 2019

DF: TIO DE MICHELLE BOLSONARO PRESO É SUSPEITO DE INTEGRAR MILÍCIA

Suspeito de integrar milícia, PM tio de Michelle Bolsonaro é preso

RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLESUm dos sete policiais militares investigados por grilagem de terras no Distrito Federal e presos nesta quarta-feira (29/05/2019) é tio da primeira-dama Michelle Bolsonaro. Acusado de participar de uma milícia responsável pelo esquema, o primeiro-sargento João Batista Firmo Ferreira é irmão de Maria Aparecida Firmo Ferreira, mãe de Michelle. A informação foi confirmada ao Metrópoles por fontes da área de segurança pública do DF.

As investigações são conduzidas pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). A averiguação tenta comprovar que policiais militares seriam milicianos e atuariam para beneficiar o esquema ilegal de parcelamento de terras no Sol Nascente.

O pedido de prisão preventiva de João Batista foi expedido pela Auditoria Militar do Distrito Federal. O MPDFT e a PCDF também cumpriram 15 mandados de busca por meio da primeira fase da Operação Horus, que é acompanhada pela Corregedoria da PM.

Veja o nome dos PMs presos:

Agnaldo Figueiredo de Assis, Francisco Carlos da Silva Cardoso, Jair Dias Pereira, João Batista Firmo Ferreira, Jorge Alves dos Santos, José Deli Pereira da Gama e Paulo Henrique da Silva.

“Véi da 12”
Um dos investigados na Operação Horus é o sargento José Claudio Bonina, conhecido como “Véi da 12”. Promotores e policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa dele. Não há mandado de prisão contra o policial.

O militar é conhecido por ostentar uma arma calibre .12. Costuma fazer muitas apreensões de drogas e armas. Nas últimas eleições, ele se candidatou pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN) a deputado distrital, mas não foi eleito.

Metrópoles

Nenhum comentário: