domingo, 14 de abril de 2019

REIZINHO: 25 ANOS QUE O FUTEBOL BRASILEIRO PERDEU O CRAQUE DENIS

Amigos lembram a irreverência de Dener nos 25 anos da morte: "Maradona já te cumprimentou?"

Dener jogando pela Portuguesa em 1992: Reizinho do Canindé comemora gol com lateral Zé Maria — Foto: Djalma Vassao/Agência EstadoReizinho do Canindé. Craque. Gênio. Imparável. São muitos as definições e as apostas em cima do que teria sido a carreira de Dener se não tivesse parado num acidente trágico na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio de Janeiro. A morte no dia 19 de abril de 1994, dois dias depois do seu último jogo pelo Vasco (empate por 1 a 1 contra o Fluminense no Maracanã), marcou época no futebol brasileiro.

Dener Augusto de Souza morreu aos 23 anos. Da trajetória irregular, que envolveu idas e vindas do futebol de salão - foi craque da quadra de cimento com Taquá, ex-jogador da seleção brasileira de futsal, e atuou ao lado de Gilmar, ex-zagueiro do São Paulo, e Dinei, ídolo do Corinthians -, aos episódios de indisciplina, Dener deixou saudade ate nos personagens mais críticos ao seu comportamento fora de campo.

Clique na foto e veja a matéria completa:

Nenhum comentário: