quarta-feira, 13 de março de 2019

SP: TRAGÉDIA EM ESCOLA DE SUZANO - OITO MORTES

Atiradores invadem escola, matam oito e se suicidam em Suzano, Grande São Paulo

Dez pessoas morreram durante tiroteio dentro da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, durante a manhã desta quarta-feira, 13. Dentre as vítimas, haveria cinco alunos e um funcionário do colégio. Os criminosos teriam cometido suicídio no local.

O tiroteio aconteceu pouco depois das 9:00hs. Dois adolescentes encapuzados teriam invadido o colégio e iniciado os disparos.

O governo de São Paulo confirmou que dez pessoas morreram. O atentado causou caos e pânico. Estudantes saíram correndo e se abrigaram em lojas próximas.

“Achamos que era bomba. Mas daí vimos uma pessoa caindo na escada e logo percebemos que eram tiros. Eu tenho quase certeza que conheço um dos atiradores. Ele tinha umas ideias radicais”, disse um aluno que não quis se identificar.

“Foi 9:30hs. Ouvimos disparos. Estava na sala de aula, na hora do intervalo. Pensei que fossem bombas. Quando eu percebi que eram tiros fiquei lá. Só saí quando os policiais chegaram 20 minutos depois”, conta a professora Sandra Perez. 

Neste momento, peritos já estão dentro da escola. Imagens de emissoras de TV mostram projéteis no chão do pátio do colégio.

Em nota, a Prefeitura de Suzano informou que o Pronto Socorro Municipal já recebeu crianças com ferimentos leves e os feridos com maior gravidade estão sendo encaminhados ao Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, e ao Hospital Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba.

“Ingressaram na escola, estava na hora do lanche, atiraram em alunos do ensino médio e dirigiram-se aos alunos do centro de línguas”, afirmou durante a coletiva o comandante-geral da Polícia Militar de SP, Marcelo Salles.

O coronel Salles da Polícia Militar disse que, antes de entrar na escola, os dois atiradores dispararam contra o proprietário de um lava-jato que fica em frente à escola. Neste momento, o homem está passando por cirurgia na Santa Casa de Suzano.

Segundo o coronel Salles, os atiradores entraram na escola na hora do intervalo. Primeiro, eles atiraram em uma coordenadora pedagógica e em uma supervisora. Depois, se dirigiram ao pátio, onde atingiram quatro alunos de ensino médio.

Em seguida, eles foram até o centro de línguas. Os alunos que estavam no local se esconderam dentro de uma sala de aula. Os atiradores, então, se suicidaram no corredor em frente.

Agência Estado

Nenhum comentário: