domingo, 17 de março de 2019

RN: DEPUTADA ESCLARECE INVASÃO A FAZENDA EM GOIÁS

Natália Bonavides emite nota sobre sua participação em ato do MST de Goiás

A deputada federal Natália Bonavides, que participou essa semana de uma ocupação do Movimento dos Sem Terra (MST) em Goiás, emitiu uma nota sobre a participação no ato. Ela lembrou que o ato não causou prejuízo à atividade parlamentar e que o dono da terra em que ela protestou é João de Deus, acusado de praticar abuso sexual contra 255 mulheres.

Confira a nota na íntegra

João de “Deus” é o dono da terra ocupada pelo MST dia 13 de março, em manifestação de combate à violência sexual contra mulheres. O latifúndio improdutivo do criminoso fica em Anápolis, próximo a Brasília. João de “Deus” é acusado de praticar abuso sexual contra pelo menos 255 mulheres, desde crianças de 9 anos de idade a idosas de 67. São relatos de centenas de brasileiras e estrangeiras, que, ao buscarem ajuda espiritual, foram não apenas enganadas, mas vítimas de crime sexual. Uma delas chegou a ser abusada 20 vezes!

O Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra ocupou o latifúndio de João de “Deus” como forma de denunciar as violências sexuais sofridas por mulheres e pleitear reforma agrária. A Justiça também decretou a prisão do “médium” por posse ilegal de armas de fogo. O Ministério Público e a Polícia também apuram denúncia de lavagem de dinheiro. Apoiamos a manifestação, que ocorre no mês de março, mês de luta pelos direitos das mulheres.

A participação de Natália no ato, próximo a Brasília, se deu sem prejuízo de nenhuma sessão deliberativa e sem qualquer utilização de recursos públicos ou de cota parlamentar.

Nenhum comentário: